JIT – just in time Ferramentas

jit-just-in-time

O just in time surgiu no Japão, em meados da década de 70. Sua ideia básica e seu desenvolvimento são creditados à Toyota Motor Company, que buscava um sistema de administração que pudesse coordenar, precisamente, a produção com a demanda específica de diferentes modelos e cores de veículos com o mínimo tempo atraso. O sistema consiste em puxar a produção a partir da demanda, produzindo em cada estágio somente os itens necessários, nas quantidades necessárias e no momento necessário. O JIT é muito mais que uma técnica ou um conjunto de técnicas de administração da produção, é considerado como uma ferramenta que inclui aspectos de administração de materiais, gestão da qualidade, arranjo físico, organização do trabalho e gestão de recursos humanos, entre outros.

No entanto, alguns dizem que o sucesso do sistema  JIT  é por conta das características culturais do povo japonês. No Brasil muitas empresas, principalmente as automobilísticas, trabalham com essa ferramenta. Essa filosofia é composta de práticas gerenciais que podem ser aplicadas em qualquer parte do mundo. Algumas expressões são geralmente utilizadas para traduzir aspectos da filosofia just in time:

  • produção sem estoque ;
  • eliminação de desperdício;
  • manufatura de fluxo contínuo;
  • esforço contínuo na resolução  de problemas.

O JIT tem como objetivos a qualidade e a flexibilidade. A perseguição desses objetivos dá-se, principalmente, por um mecanismo de redução de estoques, os quais tendem a camuflar os problemas do processo produtivo.

Assim dizemos que just in time é um:

Sistema de programação para puxar o fluxo de produção assegurando a pontualidade, disponibilizando o material certo, na hora certa, no local certo e no exato momento de sua utilização.

1

Figura 1.– Operação de just in time.

A crescente necessidade de atender os clientes cada vez melhor, ou seja, com qualidade, rapidez, baixo custo, fez com que se desenvolvessem novas ferramentas que otimizassem e se personalizassem de acordo com a necessidade do cliente. Com a crescente demanda, e por não termos mais barreiras, temos que estar preparados para disponibilizar nossos produtos a qualquer momento e em qualquer lugar.

O JIT necessita de uma avaliação para adaptar suas ideias e conceitos, não esquecendo de analisar a cultura da empresa e  pesquisar o mercado que ela atende. Quando a sua aplicação, quando todos estiverem sincronizados, clientes e fornecedores obterão bons resultados.

Fonte: NOGUEIRA, Amarildo de Souza. Logística Empresarial: uma visão local com pensamento globalizado. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2012

Amarildo Nogueira

Sobre Amarildo Nogueira

Autor do livro Logística Empresarial: uma visão local com pensamento globalizado editora Atlas. Mestre em Gestão de Negócios pela Universidade Católica de Santos, MBA em Logística Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Business and Management International Professional pela University of California (Irvine-EUA). Possui especialização em Metodologia do Ensino Superior e Metodologia da Pesquisa pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). É Bacharel em Sistemas de Informação pelo Centro Universitário Fundação Santo André (FSA) e tem formação em Coaching Integrado Internacional pelo ICI- Integrated Coaching Institute). Pesquisador e professor em cursos de graduação e MBA nas áreas de logística, administração e gestão de pessoas.

JIT – just in time
1 vote, 5.00 avg. rating (89% score)

Últimos Comentários

Comments are closed.